sexta-feira, 16 de maio de 2014

segunda-feira, 12 de maio de 2014

Novidades de 12 de maio

Hoje só temos mais uma novidade:

Livro
- Contos do Sertão, de Viriato Corrêa

Coleção Urânia

Chegámos ao limite da nossa capacidade para coligir dados referentes à coleção Urânia, uma coleção de ficção científica das antigas, publicada no Brasil no início dos anos 70, bem fornecida de nomes relevantes da FC da época. E chegámos ao fim sem conseguirmos recolher alguns dados, nomeadamente quem traduziu o nº 3 (O Homem que não Tinha Planeta, de Lester del Rey) e o nº 30 (A Convenção do Medo, de K. M. O'Donnell), e com uma incongruência generalizada nos anos de edição, visto que livros da segunda metade da tabela estão datados de forma razoavelmente segura nos anos de 1971 e 1972, ao passo que os da primeira metade aparecem um pouco por todo o lado datados (dubitativamente) de 1973. Como é evidente, algumas destas datas estarão decerto erradas.

Agradecemos quaisquer informações que nos possam ser prestadas para completar a informação em falta ou esclarecer as dúvidas e incongruências referentes a esta coleção.

domingo, 11 de maio de 2014

sábado, 10 de maio de 2014

Novidades de 10 de maio

O dia de hoje foi cheio de novidades:

Livros
- Mogarim na Manhã, de Francisca Fernandes (nova autora)
- A Máscara Maldita, de R. L. Stine
- A Cidade dos Ratos, de Emily Rodda
- A Cidade Escondida, de Ulysses Moore
- A Canção da Ninfa, de Tony DiTerlizzi e Holly Black

quinta-feira, 8 de maio de 2014

sábado, 3 de maio de 2014

Novidade de 3 de maio

E cá estamos nós com mais uma novidade:

Livro
- Magos, org. por Isaac Asimov, Martin H. Greenberg e Charles G. Waugh (vários autores novos)

sexta-feira, 2 de maio de 2014

quinta-feira, 1 de maio de 2014

Novidades de 1 de maio

Hoje não houve só das novidades do costume. Também temos novidades de manutenção. Mas vamos por partes, começando pelos

Livros
- A Princesa Constança e os Saiotes de Malmequeres, de Vivian French
- O Sorriso da Morte, de R. L. Stine

Manutenção
Terminou hoje uma tarefa que já durava há muitos meses e que envolvia várias vertentes de trabalho: foi-se percorrendo todas as listas de tradutores para pôr nelas em negrito os principais tradutores em atividade nas literaturas de género (com 10 ou mais livros traduzidos), o que acabou por resultar num número surpreendentemente pequeno, e concomitantemente foi-se adicionando o(s) nome(s) do(s) tradutor(es) às páginas das obras, por baixo de cada edição. Agora, e com a provável exceção de algumas obras cujo tradutor permanece desconhecido, todas as obras originariamente escritas noutros idiomas deverão ter o nome do respetivo tradutor associado a cada edição.

Balanço de abril

Contrariamente às expectativas abertas pelo intenso trabalho de março, abril acabou por ser um mês apenas um pouco mais produtivo do que a média dos meses produtivos no que toca ao material acrescentado ao wiki. Com 472 novidades, ficou bem longe das 828 de março.

Em parte, isso deve-se a diferenças no tipo de material acrescentado num mês e noutro. É que o trabalho inerente a cada tipo de material diverge. Uma coisa, por exemplo, é acrescentar um romance lusófono com dezenas de reedições, todas pela mesma editora; outra bem diferente é acrescentar uma antologia de histórias traduzidas.

No primeiro caso, há apenas que criar uma página para o romance propriamente dito, com as respetivas ligações nos anos de edição, na lista de romances e na página do autor, e depois uma série de páginas, uma para cada edição, com dados que, na generalidade dos casos, são repetidos, bastando copiar, colar e siga para a próxima. Estes também implicam ligações a outros sítios, nomeadamente à página da coleção ou das edições fora de coleção, mas basta fazê-las uma vez que serve para todos.

No segundo caso, pelo contrário, é preciso criar a página da antologia, com as ligações nos anos de edição, na página do editor, na do ou dos tradutores e na das antologias, mais uma página de redirecionamento para o título original, caso este exista, depois a página da antologia propriamente dita, com a tal ligação na página da coleção. Só que aqui temos duas tabelas adicionais, com o conteúdo da antologia, conto a conto, mais prefácios e introduções caso existam. Este tem depois de ser desdobrado em uma página por conto, com as respetivas ligações nas páginas dos autores, e para cada um há que pesquisar título original, data de publicação original e, frequentemente, ou não estivéssemos a tratar de literatura fantástica, série. É bastante mais trabalho por cada página criada e nem todo é imediatamente visível no wiki, o que obviamente abranda o processo.

Sim, trabalhar no Bibliowiki não é apenas questão de listar conteúdos e já está. Para que o wiki se mantenha utilizável é necessário desenvolver um sistemático trabalho de interligação entre as várias parcelas que o compõem. Cada link seguido para uma página x deverá encontrar nessa página um link de regresso à página original ou, pelo menos, uma forma indireta de lá chegar após dois ou três cliques.

Mas falava-se de abril. Abril trouxe também uma novidade que servirá tanto aos utilizadores normais do site como a quem o está a editar, e de que já se falou aqui. Para os utilizadores normais é um lembrete de que a informação contida na página em questão ou em páginas subsidiárias está incompleta e/ou em processo de reformulação e acrescentos. Para quem edita o wiki é uma forma de manter o trabalho controlado: já me aconteceram casos em que o browser foi abaixo, levando-me a perder todos os separadores que geralmente mantenho abertos para saber em que estou a trabalhar (contam-se sempre às dúzias), o que por sua vez implicou o abandono por algum tempo do trabalho em certas páginas por simples esquecimento.

Quanto a maio, este mês promete ser menos intenso, por vários motivos, mas está para ele guardada a conclusão de uma tarefa de manutenção que já dura há longos meses e de que se falará quando chegar o momento próprio. À parte isso, não são de esperar grandes novidades no mês que agora se inicia.